Ideologia – Por uma outra globalização

“Antes, era corrente discutir-se a respeito da oposição entre o que era real e o que não era; entre o erro e o acerto; o erro e a verdade; a essência e a aparência. Hoje, essa discussão talvez não tenha sequer cabimento, porque a ideologia se torna real e está presente como realidade, sobretudo por meio dos objetos” (SANTOS, 2008, p. 50-51).

“Nas condições atuais, a ideologia é reforçada de uma forma que seria impossível ainda há um quarto de século, já que primeiro as ideias e, sobretudo, as ideologias, se transformam em situações, enquanto as situações se tornam em si mesmas ‘ideias”, ‘ideias do que fazer’, ‘ideologias’ e impregnam, de volta, a ciência (que santifica as ideologias e legitima as ações), uma ciência cada vez mais redutora e reduzida, mais distante da busca da ‘verdade’.” (SANTOS, 2008, p. 53)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s